O regime de crowdfunding que tem suscitado interesse ao financiamento de startups estará em análise no Seminário organizado pela SRS Advogados e a LinktoLeaders no dia 6 de Dezembro, em Lisboa.   

A actual tendência de emergência de meios de financiamento alternativos à banca tradicional merece cada vez mais atenção e torna-se urgente a discussão em torno do tema, nomeadamente do seu enquadramento regulatório. Dado o potencial de disrupção, o regime de crowdfunding tem suscitado interesse ao financiamento de startups, mas apresenta desafios e oportunidades.

“Este seminário pretende dar a conhecer o enquadramento legal destes meios alternativos de financiamento, abordar as oportunidades e identificar os principais erros de quem procura o crowdfunding”, destaca Paulo Bandeira, Sócio da SRS Advogados, responsável pelo projecto Startup Lab, a primeira incubadora de startups criada por uma sociedade de advogados.

No evento, serão abordadas as “Modalidades de financiamento para startups” (SRS Advogados), o “Regime de Crowdfunding e regulação” (CMVM), e “Lending vs Equity Crowdfunfing” (Seedrs / GoParity / RedAngels).

O Seminário decorre no dia 6 de Dezembro, no Auditório da SRS Advogados, em Lisboa. Inscrições para srsglobal@srslegal.pt

Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.